fbpx

Conheça o Vale do Contestado – SC




Muita história, cultura e lazer em meio à natureza aguardam por você no Vale do Contestado. Essa região catarinense possui um grande valor histórico em função da Guerra do Contestado, ocorrida no início do século XX. Existem, no entanto, outras atrações para os turistas, como as cachoeiras, vales e planaltos de vegetação preservada, onde o ecoturismo é uma excelente opção. Também não há como não se encantar com a arquitetura típica das construções e a riqueza multicultural, resultado da colonização austríaca, japonesa, italiana e alemã, principalmente.

Conheça um dos capítulos mais trágicos da história do Brasil percorrendo o Vale do Contestado.
A região do Vale do Contestado foi palco de um dos maiores conflitos sociais da história do país. A Guerra do Contestado (1912-1916) colocou de lados opostos os camponeses e o Governo Federal da época, resultando em confrontos sangrentos que levaram a vida de mais de 5 mil pessoas. A memória da guerra encontra-se preservada em museus, monumentos, sítios históricos e espaços de peregrinação religiosa, principalmente nos municípios de Caçador, Irani, Fraiburgo, Curitibanos e Canoinhas.

Mergulhe em culturas de diversas partes do mundo visitando as cidades da região.
No Vale do Contestado você vai entrar em contato com a cultura de vários povos colonizadores. Descendentes de italianos e alemães se fixaram em várias localidades, trazendo consigo seus costumes e tradições. Em menor número, os imigrantes da região do Tirol fizeram de Treze Tílias um verdadeiro pedacinho da Áustria. Os japoneses também estão presentes, principalmente em Frei Rogério.

Deixe as belezas naturais do Vale do Contestado encantarem você e descubra uma cidade inundada por uma hidrelétrica.
Com mais de uma centena de cascatas e cachoeiras, o Vale do Contestado atrai milhares de turistas que gostam de relaxar em meio à natureza. A paisagem preservada também é um convite para a prática de esportes de aventura. Em Papanduva, os exploradores de cavernas e grutas vão encontrar ótimas opções de passeio.
Já Mafra surpreende com um museu paleontológico que revela como era o planeta há mais de 300 milhões de anos.
Há também águas termais nos municípios de Piratuba, Ouro, Campos Novos e Itá. Esse último abriga uma atração exótica: as torres de uma antiga igreja emergem no meio da represa da Usina Hidrelétrica de Itá, inaugurada no final do século passado. Para receber os moradores da cidade inundada, uma nova Itá foi inteiramente construída em outra localidade.

Faça turismo religioso em vários municípios do Vale do Contestado.
Os municípios do Vale do Contestado abrigam uma grande diversidade de igrejas, santuários, grutas e muitas festividades de caráter religioso. Em Rio das Antas há templos de diferentes crenças. Já Joaçaba destaca-se pela devoção a Frei Bruno, com museu, romarias e uma estátua de 37 m de altura em homenagem ao famoso religioso. Em outros municípios, a memória do monge José Maria, que liderou os sertanejos na Guerra do Contestado, está presente em monumentos, capelas, grutas e até mesmo num parque.

Descubra os diferentes atrativos do principal roteiro turístico da região.
A hospitalidade é a marca daquela que ficou conhecida como a Rota da Amizade. Formado por sete municípios, o roteiro inclui tour por Joaçaba, visitas às águas termais de Piratuba e às construções típicas da austríaca Treze Tílias, degustações de vinho em Videira e Tangará, além de passeios pela comunidade japonesa de Frei Rogério e uma deliciosa caminhada pelos pomares de Fraiburgo.

ITAIÓPOLIS
Bom destino para os adeptos do ecoturismo e do turismo rural, Itaiópolis possui o clima tranquilo de uma cidade do interior. Os traços da colonização alemã, polonesa e ucraniana estão presentes na arquitetura, na gastronomia, nas festividades e em vários costumes de seus moradores. O artesanato também é destaque na região, especialmente os bordados ucranianos, o wycinank (recortes de papel) e os ovos coloridos (pêssankas).

ITAIÓPOLIS/SC

ERVAL VELHO
A maior parte de seus 4.000 habitantes vive da agropecuária e das indústrias de reciclagem de plástico instaladas na cidade. Tem como cartão postal a Igreja Matriz São Sebastião, construída em estilo medieval, que ostenta na sua frente uma palmeira de quatro brotos. No início do mês de fevereiro realiza uma grande festa em homenagem ao padroeiro do município, São Sebastião. O evento acontece na Gruta Nossa Senhora de Lourdes, localizada no meio de um bosque no km 370 da BR-282. Possui hotéis e área de camping.
Informações Turísticas – Tel.: (49) 3542-1222

PAISAGEM DE ERVAL VELHO
PONTE FERROVIÁRIA DESATIVADA

MAFRA
A cada ano, o turismo rural vem ganhando força em Mafra. A região abriga propriedades em áreas cercadas de floresta nativa, cachoeiras e campos perfeitos para cavalgadas. O turista vai encontrar ainda ótima culinária típica alemã, polonesa, ucraniana, italiana e bucovina (Baviera), que os imigrantes fazem questão de preservar junto com outros costumes e tradições. Mafra também possui um centro paleontológico com fósseis e outros achados que ajudam a explicar como era a região Sul do Brasil há 300 milhões de anos.

Arco Iris - Mafra - SC (Interior)
MAJOR VIEIRA
Em pleno caminho dos tropeiros, o município de 7.479 ( IBGE 2010)habitantes é um núcleo de colonização polonesa. Embora também façam parte da história dos italianos, alemães e ucranianos chegaram em menor número no município. A economia é baseada na agricultura, principalmente no fumo, feijão e soja. Cavernas, quedas d’água e trilhas fazem parte do patrimônio natural do município. A Capela do monge João Maria, é a mais antiga de Major Vieira, fica na localidade de Campina Dos Santos.

PARA CONHECER TODAS AS CIDADES CLIQUE AQUI >>

Fonte do texto: Secretária de Turismo Santa Catarina
Fontes das imagens:  Flickr e Pixabay

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *